Escolha uma Página

Marcos Filipe/ Jornalista/ Pascom Arquidiocesana

As instituições que participam da Federação Recriar receberam com carinho os bispos do Regional Nordeste II nesta quinta-feira (27), em Maceió, que vieram para a abertura oficial da Campanha da Fraternidade das dioceses que compõem dos estados de Alagoas, Pernambuco, Paraíba e Rio Grande do Norte.

Dom Antônio Muniz Fernandes, arcebispo de Maceió, junto com os assistidos e seus familiares, passaram uma parte da manhã apresentando seus trabalhos aos bispos, com testemunhos e apresentações no Juvenopolis, local que abriga um dos projetos.

“Somos uma Igreja Samaritana que celebra seu jubileu de 100 anos de elevação à Arquidiocese. E tudo ganha um sentido ainda mais especial com a Campanha da Fraternidade deste ano, que através da figura de Santa Dulce dos Pobres, nos quer recordar o nosso compromisso com o irmão que precisa de amor, carinho e cuidados”, disse o metropolita.

Dom Paulo Jackson, bispo da Diocese de Garanhuns e presidente do Regional NE2, falou sobre a experiência vivida e a ligação com a Campanha da Fraternidade deste ano.

“A nossa presença aqui é um gesto de comunhão e fraternidade com essa querida Arquidiocese que chega ao seu Centenário. E nesta oportunidade, onde abriremos oficialmente a Campanha da Fraternidade, teremos a chance de observar dois ícones: o primeiro o próprio Jesus, o bom samaritano. No seu exemplo devemos também ser bons samaritanos e samaritanas. E o segundo ícone, a nossa querida Dulce dos Pobres, o anjo bom da Bahia. Olhando para ela, lembramos dessa Igreja que quer ser samaritana”, colocou.

O presidente do regional colocou que aquele momento abriu os trabalhos dos bispos na Arquidiocese.

“Este ano estamos conhecendo melhor a Igreja de Maceió, nos solidarizamos com ela, e essa abertura é uma antecipação da grande beleza que será o estudo e a missa de abertura oficial da Campanha. Obrigado pela vida de vocês, pelo testemunho, e pelos seus sonhos compartilhados conosco”.

A Federação Recriar reúne obras assistenciais de acolhimento a dependentes químicos, com a presidência do arcebispo de Maceió.

Trabalhando em conjunto, as instituições trocam experiências, fortalecendo a rede de tratamento aos dependentes e suas famílias.

No ano passado, a federação criou o Projeto Recriar Samaritano, onde os assistidos são reinseridos no mercado de trabalho através de cursos profissionalizantes.

A abertura da Campanha da Fraternidade

Este ano, a CF tem como tema “Fraternidade e vida: dom e compromisso” e lema “Viu, sentiu compaixão e cuidou dele” (Lc 10,33-34). Portanto, inspirada na parábola do Bom Samaritano e na vida da primeira santa brasileira, santa Dulce dos Pobres, a Igreja Católica quer estimular a caridade e o cuidado com a vida.

O evento oficial da abertura da CF ocorrerá na tarde desta sexta (28) no auditório do Colégio Santa Madalena Sofia, bairro do Farol, onde os bispos junto com outros representantes do clero e leigos participarão de um seminário com a presença do professor doutor em filosofia da Universidade Federal de Alagoas (UFAL), Anderson de Alencar Menezes e o doutorando em psicologia, o psicólogo clínico Amilton Júnior Amaranto, onde debaterão em uma mesa-redonda o tema “Feridas que machucam e ameaçam a vida”.

Logo em seguida, os presentes seguirão em caminhada para a Catedral Metropolitana de Maceió, no Centro, onde acontecerá a missa de abertura da CF às 19h.

Fonte: centenarioarqmaceio.com.br

Compartilhe esta postagem: