Escolha uma Página
Dioceses em toda Itália colocaram à disposição de profissionais de saúde centenas de leitos. Da mesma forma, para pessoas sem moradia fixa e que estão em quarentena, com atenção especial aos encarcerados, especialmente aqueles que depois de cumprirem a pena não encontram alternativas.

Vatican News

São 23 as dioceses italianas, em 11 regiões eclesiásticas, que até o momento ofereceram à Proteção Civil e ao Sistema Nacional de Saúde, estruturas com mais de 500 lugares.

Assim, a Conferência Episcopal Italiana (CEI) dá continuidade aos seus esforços para enfrentar a emergência do Covid-19, disponibilizando unidades próprias ou de outros, principalmente para médicos, enfermeiros e pessoas em situação de rua em quarentena.

Entre estas dioceses estão as de Tivoli e Palestrina, Altamura-Gravina-Acquaviva delle Fonti, Locri-Gerace, Catanzaro-Squillace, Alba, Savona-Noli, Aversa, Albenga-Imperia, Ugento-Santa Maria di Leuca, Rossano-Cariati, Messina, Gênova, Concordia-Pordenone, Mondovì, Siena e Perugia.

Por fim, 21 dioceses (em 10 regiões eclesiásticas), Cerignola-Ascoli Satriano, Matera-Irsina, Turim, Pesaro, Macerata-Tolentino-Recanati-Cingoli-Treia, Senigallia, Jesi, Fermo, Aversa, Rossano-Cariati, Roma, Molfetta-Ruvo -Giovanizzo-Terlizzi, disponibilizaram cerca de 300 vagas suplementares para a acolher pessoas sem-teto, além da hospitalidade residencial ordinária que leva em consideração as medidas de segurança indicadas pelos decretos governamentais.

Atenção especial está sendo dada por algumas dioceses ao mundo da prisão e às condições daqueles que saem no final de sua sentença e se veem sem alternativas. “É um amplo mapa de caridade em constante atualização. Para apoiar estas e outras inciativas, a Caritas Italiana lançou a campanha de arrecadação de fundos “Emergência coronavírus: a concretude da caridade”, com duração de um mês”,  como se lê no comunicado da CEI.

“Somos apoiados em nossos esforços pelas palavras do Santo Padre no extraordinário momento de oração presidido no adro da Basílica de São Pedro”, diz Dom Stefano Russo, secretário geral da CEI, recordando todas as pessoas que “exercem a paciência todos os dias e inspiram esperança, tendo o cuidado para não semear pânico, mas sim corresponsabilidade”.

Fonte: https://www.vaticannews.va/pt/i

Compartilhe esta postagem: