Escolha uma Página

“Jesus compadeceu-se dele, estendeu a mão, tocou-o e
lhe disse: Eu quero, sê curado. E imediatamente
desapareceu dele a lepra e foi purificado” (Mc 1,41-42).

Os Evangelhos tem como objetivo testemunhar quem é Jesus. Crer no Filho de
Deus é fazer uma experiência do amor salvador de Deus que nos dá vida em abundância.
Foi fazendo essa experiência que, Santo Irineu, Pai da Igreja (séc. II), testemunha Cristo
como o Terapeuta Divino, médico dos corpos e médico das almas.
O Senhor Jesus, o nosso Terapeuta Divino, em sua missão salvadora curava os
doentes como sinal da presença do Reino de Deus, por isso, muitos viam de todos os
lugares para ouvi-lo e serem curados por ele. Impondo-lhes a mão, os sarava (Lc 4,40).
No objetivo de continuidade de sua missão, o Senhor não se limitou aos
apóstolos, mas determinou que todos os que creem em seu nome devem curar impondo
as mãos (Mc 16,17-18). Por isso, o presente ensaio faz parte da Cristoterapia, a cura em
Cristo, com o objetivo de recuperar o ensinamento e a pratica da cura pela imposição
das mãos no objetivo de fazer o bem a todos em nome de Cristo, como sinal da presença
do Reino de Deus.

Compartilhe esta postagem: