Escolha uma Página

02. A Invocação do Nome de Jesus: Fundamentação Bíblica

“Deus o exaltou soberanamente e lhe outorgou o nome que está acima de todos os nomes, para que ao nome de Jesus se dobre todo joelho no céu, na terra e nos infernos. E toda língua confesse, para a glória de Deus Pai, que Jesus Cristo é o Senhor” (Fl 2,9-11).

 

01. Vimos que o Nome Divino no judaísmo era invocado como uma contemplação das qualidades e atributos de Deus. Também, a fé cristã recebe como herança essa santa tradição.

02. Portanto, uma das mais simples orações da Tradição Cristã é a Oração do Santo Nome de Jesus, também conhecida como a Oração incessante do Coração. É a oração mais antiga do cristianismo, pois, foi instituída por Cristo, e vivenciada pelos Apóstolos.

03. O livro clássico da Igreja Oriental a Filocalia na pagina 206, testifica que:

“Essa oração, praticaram-na os antigos cristãos, os mártires a caminho do suplício, os santos dos desertos e das cavernas. Salvaram-se graças a ela, que lhes valeu a realização de milagres, por eles próprios. Praticaram-na os grandes dignitários da corte, os basileis, mesmo em meio à azáfama dos negócios. Essa oração breve, além de estar ao  alcance de todos e dispensar livros numerosos e variados, inspira a compunção, é cheia do Espírito Santo e é muito teológica…”

Fundamento Bíblico

04. Qual é o Nome que o Filho de Deus recebeu em sua encarnação

Mt 1,20-21:

“José, filho de Davi, não tenhas medo de acolher Maria como tua esposa, pois o que ela concebeu é obra do Espírito Santo. Dará à luz um filho, a quem tu chamarás Jesus, porque ele salvará seu povo de seus pecados” .

Lc1,31:

“Eis que conceberás em teu seio e darás à luz um filho, e tu o chamarás com o nome de Jesus”.

05. Instituída por Cristo. O Senhor Jesus deu aos seus discípulos o mandamento de invocar o seu Santo Nome.

Jo 16,24:

“… Até agora nada pedistes em meu nome; pedir e recebereis, para que a vossa alegria seja completa”.                             

Jo 14,13-14:

E o que pedirdes algo em meu nome, eu o farei a fim de que o Pai seja glorificado no Filho. Se me pedirdes algo em meu nome, eu o farei” .            

 Mc 16,17-18:

“Estes sãos os sinais que acompanharão aos que tiverem crido: em meu nome expulsarão demônios, falarão em novas línguas, pegarão em serpentes, e se beberem algum veneno mortífero, nada sofrerão; imporão as mãos sobre os enfermos, e estes ficarão curados”.                                       

06. A prática dos Apóstolos. A partir de Pentecostes, pelo poder do Espírito Santo, os Apóstolos e os discípulos do Senhor não só invocavam o Nome Santo de Jesus em suas orações, mas também, viviam por esse Nome.

07. Os apóstolos tinham uma confiança sem limites no Nome do Senhor Jesus para curar os doentes:

At 3,6:Mas Pedro lhe disse: Nem ouro nem prata possuo. O que tenho, porém, isto te dou: em nome de Jesus Cristo, o Nazareu, põe-te a caminhar.”                   

At 3,16; 4,10:Graças à fé em seu nome, este homem que contemplais e a quem  conheceis, foi o Seu Nome que o revigorou; e a fé que nos vem por Ele é que deu a este homem a sua perfeita saúde diante de todos vós.”   

At 4,12: Em nenhum outro [ Nome ] há salvação, porque também debaixo do céu nenhum outro nome há, dado entre os homens, pelo qual devamos ser salvos”.                  

08. Os discípulos se alegravam porque sofriam por causa desse Nome Santo:

At 5,40-41: Chamaram de novo os apóstolos e açoitaram-nos com varas. E, depois de intimá-los a que não falassem mais no nome de Jesus, soltaram-nos. Quanto a eles, saíram do recinto do Sinédrio regozijando-se, por terem sido achados dignos de sofrer afrontas pelo Nome”.

09. A comunidade Apostólica dedicou-se, desde o início, a uma atenção toda particular ao Nome de Jesus.

10. Invocar o Nome de Jesus é um ato sacramental, pois, o Nome contém a própria pessoa de Jesus Ressuscitado, isto é, a sua presença poderosa de libertação e salvação. Esse Nome só pode ser invocado no Espírito Santo (1Cor 12,3).

As exortações de São Apóstolo Paulo

 

“Deus  o exaltou soberanamente e lhe outorgou o  nome que está acima de todos os nomes, para que ao nome de Jesus se dobre todo joelho no céu, na terra e nos infernos. E toda língua confesse, para a glória de Deus Pai, que Jesus Cristo é o Senhor”. (Flp 2,9-11)

“Ninguém pode dizer: Jesus é o Senhor , senão sob a ação do Espírito Santo”. (1Cor 12,3)

“… Todo aquele que invocar o nome do Senhor será salvo.” (Rm 10,13)

“Tudo o que façais, seja por palavras seja por obras, fazei em nome de Jesus, dirigindo ação de graças a Deus por meio dEle” . (Cl 3,17)

Orai sem cessar” . (1Ts 5,17)

Compartilhe esta postagem: