Escolha uma Página

04. As Características da Invocação do Nome

“A todos que o receberam deu o poder de se tornarem filhos de Deus: aos que crêem em seu Nome”.

(Jo 1,12)

 
prayerrope1

A recordação constante de Deus por meio da repetição continua do Nome de Jesus unida à respiração e atenção no coração, buscando viver em sua presença e renunciando ao mal são as bases da ora hesicasta ou a oração do coração. Essa oração hesicasta possui algumas características inconfundíveis. Vamos elencar aqui duas principais características:

Oração Monológica (do grego “monos” = um só; e “logos” = palavra; Ou seja, repetindo sempre uma só e a  mesma Palavra). Oração Monologa tem a preocupação de elevar a mente a Deus (Mantra do sâncristo “Man” = mente; e “Tra” = alavanca) permanecendo sempre na presença do Senhor, com orações simples e jaculatórias(do Latim Jaculum).

S. Agostinho, na sua carta a Proba X.20, fala de uma ‘novidade’ que os monges do Egito praticavam na sua oração: ‘repetiam brevíssimas orações’, ‘lançavam para o alto brevíssimas orações’ ‘num abrir e fechar de olhos’.

Oração Incessante. A Sagrada Escritura não se cansa de exortar aos cristãos de  rezar continuamente (Lc 21,36; 1Ts 5,17; Ef 6,18; Lc 18,1 Ap 4,8). A oração incessante é a repetição continua sem cessar do Nome Santo do Senhor: 

“Estes Animais tinham cada um seis asas cobertas de olhos por dentro e por fora. Não cessavam de clamar dia e noite: Santo, Santo, Santo é o Senhor Deus, o Dominador, o que é, o que era e o que deve voltar” (Ap 4,8).

 
Monge_oriental_rezando_com_komboskini

Os Santos monges do deserto desejosos da incessante comunhão e intimidade com Deus uniram a invocação do Nome de Jesus com o mandamento de “orar sem cessar”. E para isso, no século II, São Pacômio, discípulo de Santo Antão, inspirado por Deus criou o cordão de oração chamado de Kombuskini (grego),isto é, um rosário de 100 contas.

 
komboskini540x540

Esse cordão de oração era entre aos noviços para o exercício continuo da Invocação do Nome do Senhor. Os noviços exercitavam-se durante uma temporada assinalada pelo seu staretz (Mestre ou Pai espiritual), na repetição da Oração de Jesus.  Segundo o número de repetições conseguidas pelo jovem aspirante, o seu Mestre ‘impunha-lhe’ um novo aumento de nº de repetições até conseguir do seu jovem discípulo a vivência contínua da presença do Senhor pela repetição da oração.

Compartilhe esta postagem: