Escolha uma Página

08. Batismo no Espírito Santo

 

Antes de subir para o Pai, Jesus prometera que os discípulos e os apóstolos seriam batizados no Espírito Santo:

“João batizou na água, mas vós sereis batizados no Espírito Santo” (At 1,5)

“Descerá sobre vós o Espírito Santo e vos dará força; e sereis minhas testemunhas…” (At 1,8).

Essa promessa do batismo no Espírito Santo não é somente para os apóstolos, mas para “todos aqueles que o Senhor, nosso Deus, chamar”(At 2,38-39).

O que é o batismo no Espírito? A palavra “Batismo” vem da língua grega, “baptízein”, que significa mergulhar. No relato de Pentecostes, São Lucas, usa a imagem do vazo de barro que é cheio de azeite, para dizer que os discípulos ficaram repletos, cheios, transbordantes do Espírito Santo (At 2,1-4). Logo, quando somos batizados no Espírito somos mergulhados nele e ao mesmo tempo somos preenchidos pela sua presença em nossos corações.

Vamos ver alguns elementos em At 19,1-7 que nos ajudaram a se abre para o Dom do Espírito Santo e perceber o sinal dessa graça em nós.

  • 1ª A Fé em Jesus: At 19,2;
  • 2ª Receber a oração de Efusão com a imposição das mãos: At 19,6a;

O sinal visível da manifestação do Espírito Santo é o dom das línguas e profecia (At 19,6a).

O dom das línguas e sua variação. O dom de línguas em primeiro lugar é uma oração a Deus que, também, pode ser um cântico em línguas. É uma oração de edificação (Rm 8,26-27; 1Cor  14,2.4.14-15); já, o  falar em línguas é uma mensagem de Deus para a assembléia que é acompanhada com o dom de interpretação: 1Cor  14,5-13. 26-28.

O dom de Profecia não é adivinhação, mas é Deus que fala, por meio do profeta, aos homens para exortar, consolar e edificar (1Cor 14,3.4.). O dom de profecia está submisso ao profeta e todos podem profetiza, mas com ordem (1Cor 14,29-33);

Mas, o nosso desafio é permanecer cheios do Espírito e viver mergulhados nele. Por isso, somos convidados sempre a avivar a chama, a reanimar “o dom de Deus” que está em nós (2Tm 1,6); a se embriagar do Espírito Divino: “Não vos embriagueis com vinho, que é uma fonte de devassidão, mas enchei-vos do Espírito” (Ef 5,18).

Compartilhe esta postagem: