Escolha uma Página

O COMIRE escolheu a Arquidiocese de Maceió para sediar a Assembleia

Por Amélia Sandes | Pascom  /Serraria

(Fotos: Luciana Padilha/Pascom Arquidiocesana)

Padres, seminaristas, religiosos(as) e leigos(as) buscaram aprofundar o compromisso missionário de fazer o mundo conhecer a Palavra de Deus durante a XXI Assembleia Ordinária do Conselho Missionário do Regional Nordeste 2 (COMIRE-NE 2). O evento aconteceu em Maceió, entre os dias 28 de fevereiro e 01 de março, no Recanto Sagrado Coração de Jesus, no bairro Serraria; com conferências, espiritualidade e experiências de evangelização e ação social.

O evangelista São Marcos relata que Jesus Cristo disse aos seus apóstolos: “Ide por todo o mundo, pregai o evangelho a toda criatura”. Muitos cristãos passaram a obedecer ao Mestre e assim seguem até os dias de hoje levando à humanidade as palavras e as boas ações ditadas pelo Filho de Deus.

Sandra Regina Amado, religiosa com muitos anos de missão em países com problemas sociais, seguiu o chamado de Jesus após ver a foto do corpo do padre italiano Ezequiel Ramin, morto no Brasil em 1985.

“Aquele homem veio ser missionário em meu país e foi morto! Ali decidi que precisava fazer algo”, relata a religiosa que é assessora da Comissão Episcopal da Pastoral para a Ação Missionária e Cooperação Intereclesial da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil – CNBB.

A irmã Sandra relata que trabalhou com comunidades onde a precariedade era tanta, que a opção era desenhar letras no espaço vazio para alfabetizar as pessoas.

“Desenhávamos as letras no ar e pedíamos para que eles acompanhassem repetindo os desenhos”, cita.

“É difícil ser missionária”. As experiências da irmã Sandra são confirmadas por Eilsa Alexandre, que demonstra entusiasmo com seu serviço missionário.

“É difícil ser missionária na rua, onde o sol queima, onde não há água… mas você tem a oportunidade de estar com as pessoas, de estar firme com elas”, encoraja Eilsa.

A Igreja Católica vê como sinal de esperança o trabalho voluntário missionário e, para ela, todo cristão é um enviado que não está sozinho porque há sempre uma comunidade que o envia e outra que o acolhe.

“Nesta XXI Assembleia Ordinária do Conselho Missionário do Regional Nordeste 2, foram escolhidos os projetos a partir das prioridades do Programa Missionário Nacional com foco entre 2020 a 2023”, encerrou o padre Edvaldo Brito, Arquidiocese de Natal e coordenador do COMIRE- NE 2.

Foram definidas os seguintes projetos para cada prioridade: 1. Formação: Formação dos sujeitos das comunidades eclesiais missionárias 2.Animação Missonária: Conselhos Missioários em todos os níveis  3.Missão As Gentes: Promover a 2a experiência missionária do Regional ne2 4.Compromisso Profético-Social: Igreja em saída em diálogo e comunhão com as pastorais sociais .


Casais da Arquidiocese de Natal participaram da Assembleia e apresentaram a experiência Famílias Missionárias e anunciaram o convite de que em agosto deste ano haverá um encontro FAMÍLIAS MISSIONÁRIAS para o Regional e aberto aos outros regionais também.

Dom Aldemiro Sena, bispo de Guarabira e referencial para as Missões no Regional, participou da Assembleia e destacou o compromisso do cristão batizado e que todos são chamados a essa pertença da missionariedade.

Dom Antônio Muniz Fernandes, arcebispo metropolitano de Maceió, esteve com os missionários, na tarde do dia 29, e visitou cada grupo de província que refletiam os trabalhos da missão. O Arcebispo demonstrou sua alegria pela Arquidiocese ter sido escolhida para sediar o encontro em um ano jubilar.

Fonte: https://www.centenarioarqmaceio.com.br/

Compartilhe esta postagem: